O English Affair completou 1 ano!

Um ano com muitas histórias, desafios que pareciam intransponíveis, experiências engraçadas, sorrisos marotos e risos nervosos de cada vez que se fala em Affair.

“Uma aula de inglês enquanto se toma um chá? Hum, isso é estranho!”
“Então e para quem não gosta de chá, como é que fazes?”
“English quê? Explica lá isso melhor…”
“Vais a casa das pessoas ou elas vão à tua?” Pois, nem uma coisa nem outra.

Tantas perguntas giras, tantas conversas que suscitou. Só por isso já teria valido a pena. Mas a parte boa é que não foi só por isso, e portanto continua a valer a pena.

Ficaria bem dizer que o English Affair nasceu de um plano de negócios estruturado e coerente, fundamentado em vários estudos de mercado, análises SWOTs, gráficos e tabelas.

Mas não houve nada disso.

O English Affair (que é agora uma marca registada) nasceu sem planeamento, sem prospecção e sem perspectivas enfadonhas. Nasceu apenas de uma enorme vontade de fazer diferente e de, com essa diferença, tornar mais fácil a vida de alguém.

E sempre foi com tanto prazer que a palavra que me ocorre é effortless.

A simplicidade continuará a ser a palavra de ordem e o nosso verdadeiro compromisso. Porque os affairs não foram feitos para serem complicados.

Deixar comentário