I’m also just a girl… standing in front of a boy… asking him to love her.

William: Anna, look… I’m a fairly levelheaded bloke, not often in and out of love. But, can I just say no to your kind request and… leave it at that?

William: Anna, olha… eu até sou um tipo ponderado, moderado no amor. Mas, posso recusar o teu pedido gentil e… ficamos por aqui?

Anna: Yes, fine. Of course, I… of course. I’ll just be going, then. It was nice to see you.

Anna: Sim, óptimo. Claro, eu… claro. Eu vou andando, então. Prazer em ver-te.

William: The thing is… with you I’m in real danger. It seems like a perfect situation, apart from that foul temper of yours, but my relatively inexperienced heart would, I fear, not recover, if I was once again cast aside, as I would absolutely expect to be. There are just too many pictures of you, too many films. You’d go and I’d be, well… buggered, basically.

William: É que… eu corro perigo por estar contigo. Parece a situação perfeita, tirando o teu mau humor, mas receio que o meu coração relativamente inexperiente não recupere se eu for mais uma vez descartado, como decerto aconteceria. Existem demasiadas fotografias tuas, imensos filmes. Tu irias embora e eu, bem… basicamente, “levaria uma tampa”.

Anna: That really is a real no, isn’t it?

Anna: Então é mesmo um “não”, não é?

Willam: I live in Notting Hill. You live in Beverly Hills. Everyone in the world knows who you are. My mother has trouble remembering my name.

Willam: Eu vivo em Notting Hill. Tu vives em Beverly Hills. O mundo inteiro sabe quem tu és. A minha mãe tem dificuldade em lembrar-se do meu nome.

Anna: Fine. Fine. Good decision. Good decision. The fame thing isn’t really real, you know. Don’t forget I’m also just a girl… standing in front of a boy… asking him to love her… Good-bye.

Anna: Óptimo. Óptimo. Boa decisão. Boa decisão. Esta coisa da fama não é real, sabes. Não te esqueças que sou também apenas uma miúda… diante de um rapaz… pedindo-lhe que a ame… Adeus.

Deixar comentário