globe•trot•ter (ˈgloʊbˌtrɒt ər) 
noun. A person who travels often and widely to countries all over the world.

cos·mo·po·li·ta

Gosto muito da expressão cidadão do mundo. Gosto mais ainda da expressão globetrotter. E como eu gostaria que uma fosse a tradução da outra. Mas não. O dicionário frequentemente prefere traduzir “globetrotter” como “cosmopolita”, talvez pelo respeito devido ao nosso querido grego kosmos.

Viajante. Andante. Caminhante. Penso que o que eu gosto na palavra globetrotter é a ideia de caminhada, de se fazer caminho ao andar. Ainda que seja para dentro de nós.

E sim, gosto muito da expressão cidadão do mundo. Mas utilizo-a em demasia para justificar o meu injustificável sentimento de não-pertença, que é tão constante como a minha própria existência.  Ser de duas culturas e nunca ser verdadeiramente de nenhuma dá-nos um vazio desconfortável. Tanto assim que todos nós, de alguma forma, suspirámos um pouco de alívio no dia em que alguém decidiu inventar a expressão “cidadão do mundo”.

A ideia de um mundo sem fronteiras agrada-me. Mas talvez não tenhamos que renunciar a nenhuma das nossas pátrias para ter o mundo como pátria. E talvez não tenhamos que ter o mundo como pátria para o conhecer e incorporar em nós, neste mundo imenso que temos cá dentro.

Deixar comentário

Select your currency
EUR Euro